Buscar
  • Joana C.

Psicanálise e transtornos alimentares

Hoje, Andrea Mongeló nos deixa uma análise sobre algumas obras relacionadas a temática da psicanálise e transtornos alimentares. Essa análise com certeza ajudará você a escolher algumas obras para conhecer mais sobre esse assunto.

Confira e aguardo seu comentário

Os transtornos relacionados às compulsões alimentares têm sido cada vez mais motivo para a busca de intervenções médicas, em especial, as cirurgias bariátricas. Em paralelo a esse movimento e, também como resultado dele, vemos crescer a busca por tratamentos psicológicos, tanto em clínica privada como em serviços coletivos como hospitais. Muitos estudos são realizados por profissionais da área que buscam reforçar teoricamente a prática desses atendimentos.

A Appris editora tem em seu catálogo, 3 obras que acrescentam considerações teóricas muito pertinentes ao tema, E que irão contribuir com o trabalho de psicanalistas, e de equipes multidisciplinares que se dedicam a atender esses pacientes.

Duas dessas obras Da geladeira ao divã e Do Bisturi ao divã, da autora Monica Vianna, são resultado de suas teses de mestrado e doutorado respectivamente. Em ambos se constata seu referencial psicanalítico embasado em Freud, e de forma muito peculiar se utiliza das ideias de Melanie Klein, mas não se restringindo somente a ela. André Green, Piera Aulagnier, Joyce McDougall estão entre os autores por quem ela transita com muita propriedade.

Em Da geladeira ao divã a autora inicia contextualizando o sujeito na contemporaneidade e principalmente o lugar privilegiado do corpo nesse momento histórico – cultural. Em uma cultura que valoriza em excesso a exterioridade e busca evitar a dor, pouco espaço existe para a reflexão sobre o sofrimento e, portanto, a possibilidade de sua elaboração. “As marcas do sofrimento não podendo encontrar uma inscrição psíquica, ficam condenadas a inscrição corporal” (p.152). Monica também aponta que não são somente as questões socioculturais que determinam o desenvolvimento de compulsões e transtornos alimentares. E é nesse momento, que a autora se utiliza do referencial kleiniano para nos apresentar suas hipóteses sobre as origens dos transtornos e compulsões.

Em seu livro seguinte, Do bisturi ao divã, segue pelo caminho de mostrar o quanto o corpo serve de instrumento para manifestar um mal-estar da cultura, pela crescente valorização do corpo e em especial do corpo magro. Os dados apresentados pela autora, mostram que o Brasil é o segundo país com mais cirurgias bariátricas realizadas, segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica. As repercussões da cirurgia no sujeito, a reincidência de outras compulsões, e hipóteses para compreensão desses pacientes são trabalhados pela autora, buscando sustentar a importância de um trabalho multidisciplinar e fundamentalmente um trabalho analítico que possibilite um reposicionamento pulsional, e transformações mais efetivas no sujeito.

A obra Para Além do Bisturi da autora Nelia Mendes tem seu diferencial ao apresentar aspectos teóricos e experiencias práticas dos trabalhos com grupos de pacientes que buscam a cirurgia bariátrica. “Observa-se que o grupo é continente tanto na fase anterior quanto posterior ao procedimento(...)o suporte encontrado, auxilia na reconstrução da auto estima desses pacientes, em um ambiente em que podem promover trocas seguras” (p.186).

Muito bem sustentados teoricamente, e trazendo experiencias clínicas que possibilitam a compreensão dos conceitos, as obras trazem muita contribuição ao tema, e principalmente para aqueles que trabalham com pacientes com esse sofrimento.




Andréa Mongeló - Psicanalista

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo