Buscar
  • Joana C.

Dê livros de presente neste Natal

Confiram as dicas da Psicanalista - Andréa Mongeló - da Sigmund Freud para presentear sem erro neste Natal!


Freud, Na sua época e em nosso tempo – Elisabeth Roudinesco

Biografias são sempre um presente interessante. Mesmo quem já possua uma das tantas biografias de Freud, vai encontrar nessa, algumas informações que Roudinesco apresenta, a partir da abertura de arquivos e documentos ainda inexplorados. Com uma pesquisa muito rigorosa, ela passa a limpo a trajetória de Freud, desde o início da criação da nova doutrina, sua vida familiar e formação acadêmica. As alianças, os rompimentos e o período final de sua vida. E isso compõem o retrato de um homem em sua época, e com toda a sua complexidade.



Obras incompletas de Sigmund Freud – Editora Autêntica

Qualquer um dos volumes lançados pela Editora Autêntica, será um presente muito bem recebido. Mesmo que o presenteado já possua as Obras Completas de Freud, essa coleção traduzida direto do alemão, moderna, mas igualmente rigorosa em sua precisão conceitual, vem organizada de forma singular: por temáticas, como o volume reúne os textos relacionados ao método e técnica psicanalítica. Ou volumes monográficos como a edição que comemora 100 anos do texto Das Unheimliche.


Novos diálogos sobre a clínica psicanalítica – Marion Minerbo

Neste segundo volume contendo diálogos da autora com sua interlocutora, vemos alguns temas densos da psicanálise, serem apresentados em uma conversa fluida, sem ser superficial. Conceitos específicos como superego cruel, depressão e ideias de autores como Roussilon, nos são apresentadas em uma troca de ideias e interrogações muito fértil. Em sua parte final, vários artigos sobre temas do cotidiano que foram escritos, em meios de comunicação e em seu blog e agora estão reunidos no livro.


Seu paciente favorito – Violaine de Montclos

Uma leitura prazerosa, em que a autora apresenta várias duplas analista-paciente, e revela as marcas que esse encontro imprime, em ambos, mas principalmente no analista. E é daí que surge o título: “Seu paciente favorito”. Favorito, no sentido de ter marcado a história desse analista, com a sua singularidade, e a singularidade do encontro. Uma amostra da potência dos encontros analíticos.






6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo