A história das mulheres, é uma história recente. Os homens descreveram-nas, foram suas porta vozes, e com este procedimento as enclausuraram, tornando-as invisíveis. Por este motivo, é necessário que a história geral passe a ser entendida como resultado de interpretações, de representações, que têm como fundo relações de poder. Poi esta questão que nos levou a um recuo no tempo - aos discursos que definiram homens e mulhjeres e os lugares que cada um deles deveria ocupar na sociedade. De Platão a Freud, discursos hegemônicos e transculturais, que atravessam os tempos e que conservam pontos de permanência, demonstrando que os conceitos de igualdade e diferença fazem parte de uma construção cultural e política.

....

Tempos diferentes, discursos iguais

R$ 30,00Preço