A análise de pacientes graves, que não se encaixam nas exigências do setting das análises clássicas, pode fazer com que eles se sintam desamparados, sem possibilidade de ser atendidos, além de culpados por não suportar a ajuda oferecida. Assim, eles exigem uma postura diferente do analista, na qual "a contratransferência e sua perlaboração" são fundamentais para um desfecho satisfatório.
O transbordamento pulsional que apresentam – e "injetam" na mente do outro, via identificação projetiva maciça – sobrecarrega o psiquismo do analista, que precisa usar sua sensibilidade e sua figurabilidade para favorecer o alucinar e a metaforização do material não simbólico, a fim de devolvê-lo ao paciente para que este reintegre partes clivadas do ego. Essa é uma importante questão estética da clínica com esse tipo de paciente, e a contribuição de Lizana nos ajuda muito a pensá-la.

Perlaboração da contratransferência

R$ 70,00 Preço normal
R$ 59,50Preço promocional