O que está em jogo, no texto, é a nossa condição atual. Sob o signo do confronto e da agonística, Guilherme Castelo Branco procura situar, em duas linhas de frente, as arestas entre as dinâmicas do poder e os processos de resistência, que nunca cessam, em especial no presente.

Michel Foucault: biopolítica e estética da existência

R$ 25,00Preço