Tema delicado e ainda pouco pesquisado, a devolução é, frequentemente, disparadora de importantes angústias para todos os envolvidos.

A pesquisa, realizada pela autora, que deu origem ao livro teve por objetivo compreender as motivações subjacentes ao ato da devolução, destacando o que denomina-se como “o estatuto psíquico da vivência em torno da devolução”. Sustentada pelo referencial metodológico da psicanálise, a escuta clínica dos adotantes pesquisados revelou, entre outros importantes aspectos, que as expectativas extremadas, a relação com as origens da criança e até mesmo a vivência com a infertilidade mobilizam intensas angústias e fantasias que terão encaminhamentos psíquicos peculiares.

Considerando a singularidade de cada caso, este estudo traz uma contribuição relevante e necessárias reflexões para a prática cotidiana daqueles que atuam nesse campo, sublinhando que o encontro afetivo entre pais e filhos adotados tem como premissa a busca pela superação de conflitos – inevitáveis nas relações parentais de forma geral – e não apenas naquelas que envolvem a adoção.

A obra contém reflexões acerca de um tema muito polêmico e pouco discutido: A devolução de crianças adotadas. Além disso, o livro faz parte da Coleção Departamento Formação em Psicanálise, que reúne obras produzidas a partir de eventos científicos e culturais organizados por esse departamento, assim como de reflexões sobre a clínica psicanalítica contemporânea e de estudos desenvolvidos por seus integrantes.

Devolução de crianças adotadas

R$ 40,00Preço