Para o psicanalista atento e visceral, cada encontro é uma possibilidade de descoberta. Foi assim que Michel de M’Uzan passou a lidar clinica e reflexivamente os processos de criação criativo e a desenvolver noções como as de “quimera psicológica” e “choque” ou “escândalo” identitário, a partir dos encontros de pacientes com seus inconscientes. Observador radical, percebeu que esse mesmo processo ocorria em igual medida quando a pessoa sabia que estava morrendo, exigindo dela o que chamau de “trabalho de falecimento”, outro de seus conceitos-chave. Estruturada em textos curtos e relatos de sessões, Da Arte à Morte é um livro para ler e reler. Um livro de encontros: do artista com sua obra; do analista e seu analisando; de cada um de nós com a própria verdade.

  • Capa comum: 224 páginas
  • Editora: Perspectiva; Edição: 1 (16 de outubro de 2019)
  • Idioma: Português
  • ISBN-10: 8527311615
  • ISBN-13: 978-8527311618
  • Dimensões do produto: 13,5 x 1,5 x 22,5 cm
  • Peso de envio: 299 g

Da arte a morte: itinerário psicanalítico

R$ 50,00Preço